Queda de pelos no seu gato? Saiba o que pode ser e como cuidar. 

As pessoas que convivem com gatos já estão acostumados a encontrar pelos pela casa, nos estofados e nas roupas e isso é completamente normal. Os felinos possuem, assim como nós, um ciclo de vida para os pelos: eles nascem, crescem e caem. Porém, existem casos em que os pelos começam a cair em excesso, o que pode ser preocupante para os tutores, mas é preciso saber identificar em quais situações a queda de pelos é considerada anormal. 

A preocupação é necessária, principalmente, quando a queda de pelos é localizada em um ponto específico do corpo do animal, como orelhas, por exemplo. Se for acompanhada de algum outro sintoma estranho, é importante levar o gato para consulta veterinária, assim é possível identificar de fato a causa real para a queda de pelos. Existem 4 situações que correspondem a perda excessiva que pode estar relacionada a algum problema na saúde do animal e são elas:

1 – Queda de pelo excessiva por todo corpo: pode estar relacionada a desidratação, falta de sol, estresse e mudanças ambientais. 

2 – Queda de pelo localizada: geralmente relacionada a estresse ou alergias como resultado de brigas, mordidas no local, coceira excessiva ou presença de fungos e abscessos. 

3 – Queda de pelos com feridas: pode ser causada por mordida de pulgas, insetos e alergias. Geralmente é de fácil identificação devido a coceira excessiva do gato. 

4 – Queda de pelos nas orelhas: costuma ocorrer por contaminação de fungos e otite, também relacionada a coceira exagerada. 

Além destes 4 fatores a se reparar no comportamento do animal, existem algumas situações que podem ocasionar a perda de pelos, como a amamentação, afinal é uma fase em que a mãe está mais estressada e sofrendo mudanças hormonais bruscas. Também é preciso ter atenção na alimentação do animal, pois alergias alimentares são, em boa parte das vezes, a causa da queda de pelos. 

A dermatite também é uma situação que tem como consequência essa perda. A doença pode ser causada pelo contato do gato com algum tipo de material alergênico para os felinos, geralmente ingestão de plástico, metal ou até mesmo alguma medicação. A inalação de poeiras e mofos também podem causar algum tipo de dermatite, assim como problemas relacionados ao tédio e a ansiedade.

Como diminuir a queda de pelos?

Nos casos em que a queda é excessiva e causada por algum problema de saúde, apenas um profissional pode definir qual a forma correta de evitar e diminuir. Porém, nas situações em que a queda está normal, existe a possibilidade de cuidar para que os pelos permaneçam saudáveis no processo, diminuindo os riscos de doenças e evitando que se espalhem pela casa. 

Você pode, por exemplo, pentear os pelos do bichano duas vezes por semana, isso evita que os pelos se espalhem pela casa e até que formem bolas de pelos no estômago do animal. Verifique também com o seu veterinário de confiança a indicação de uma ração para quedas de pelos, assim é mais simples mantê-los saudáveis, com os nutrientes necessários. 

Se a queda em excesso permanecer, não deixe de buscar um especialista. Mas caso não seja nada alarmante e esteja relacionado a tédio e estresse, você pode optar por deixar seu gato por uns dias sob os cuidados do Hotel Trilha dos Gatos, para que ele possa brincar e se divertir, evitando que situações como essa voltem a acontecer.

ATENDIMENTO

telefone