Como identificar parasitas no seu gato

Quando se tem um animal de estimação é importante ficar atento aos problemas de saúde que podem afetá-los. Alguns desses problemas podem ser causados por parasitas internos ou externos, que causam pequenas irritações ou até mesmo doenças mais graves. A melhor forma de proteger seu gato é entender o suficiente sobre os parasitas para identificar seus tipos, sintomas e formas de prevenção. 

Parasitas são organismos que habitam em seres vivos. Os humanos também possuem parasitas, assim como qualquer outro animal. Porém, é importante lembrar que nem todos os parasitas ou doenças animais podem contagiar um humano. Por isso, não tenha medo ou pense em abandonar seu gatinho caso ele apresente algum sintoma de doenças. 

Também podemos ressaltar que existem parasitas de diversos tipos sendo bactérias, vírus, protozoários ou insetos.Todos eles acabam causando algum tipo de problema ao seu hospedeiro como infecções ou doenças, mesmo que sejam leves. 

Tipos de parasitas felinos

Existem parasitas externos, internos e do sangue.Cada tipo tem um efeito diferente no seu gato. Os parasitas externos se alocam no exterior do corpo, como a pele e os pelos. Já os internos estão hospedados em diferentes órgãos do bichano. Os parasitas do sangue são mais perigosos por estarem direto na corrente sanguínea do animal. 

Como exemplo de parasita externo temos a pulga, conhecida por todos nós por estar em todos os tipos de animais. A presença de pulgas costuma ser identificada através da coceira, mas as picadas do inseto podem causar bem mais que isso. Além de serem transmissoras de doenças, as pulgas se alimentam do sangue, podendo causar anemia. As picadas frequentes também podem ser responsáveis por diversos problemas de pele como coceira intensa, queda de pelos e feridas. 

Um exemplo de parasita interno é o verme redondo. Neste caso, os efeitos são obstrução intestinal,  desnutrição e problemas digestivos. Para identificar a doença, é preciso ter atenção nos hábitos alimentares do bichano. O animal infectado passa a sentir dores estomacais, problemas para defecar e acaba se alimentando menos. 

Para evitar o verme redondo é importante manter seu ambiente higienizado e evitar o contato dos seus gatos com gatos desconhecidos que podem carregar a doença. O tratamento e a prevenção são simples: basta manter o ambiente higienizado e se perceber comportamento diferenciado ou corpos estranhos nas fezes, procure um veterinário para aplicação de vermífugo. 

Já no sangue, os problemas podem ser mais preocupantes. Geralmente são causados por carrapatos, que também são parasitas externos, mas que podem trazer doenças mais graves ao bichano. Por isso é importante que seu animal seja vacinado contra doenças graves e seja realizada a aplicação de anti pulgas. Sabendo identificar os sintomas e protegendo seu felino, fica mais fácil oferecer uma vida mais tranquila e saudável para ele. 

 

ATENDIMENTO

telefone